Conheça Santa Fé do Sul

Santa Fé do Sul é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Turística, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Turismo

A chamada região dos Grandes Lagos é formada pelas usinas de Ilha Solteira, Jupiá e Água Vermelha e é constituída pelos rios Paraná, Paranaíba, Grande, e do rio Tietê. Esta localização faz da Estância Turística de Santa Fé do Sul um portal para o Mercosul.

Santa Fé do Sul é entrecortada por três microbacias: São José dos Dourados, Jacu Queimado e Ponte Pensa, o que atrai grande número de turistas em busca de pesca esportiva – com destaques para os peixes tucunaré (peixe introduzido, nativo da bacia Amazônica) e apaiari (conhecido popularmente como “zoiudo”) – e passeios náuticos em balsa, barco, lancha e campeonatos de jet-ski. Conhecida como “Capital dos Grandes Lagos”, a cidade recebe milhares de visitantes nos finais de semana. Em ocasiões especiais, como o carnaval e épocas festivas, a população aumenta em até 50%.

Há pórticos nas vias de acesso a cidade, na Rodovia Euclides da Cunha e Rodovia dos Barrageiros. Como parte do processo de urbanização, embelezamento e resgate histórico, estão edificados quatro monumentos em diferentes pontos da cidade, além da remodelação das três principais praças centrais. Outros atrativos da Estância são o Parque Ecoturístico das Águas Claras, o Museu a Céu Aberto (Bela Vista) que tem peças típicas e tradicionais da região como o monjolo, instrumento usado para descasca de grãos, o carro de boi e uma mini-locomotiva da década 1960.